comoatuamos-banner-cape

COMO ATUAMOS

A CAPE não desiste!

A CAPE abrange a integralidade da criança e do adolescente, pois, durante o tratamento contra o câncer infantil e de outras doenças não infecciosas. Pequenos detalhes influenciam significativamente no resultado final. Aspectos emocionais, nutricionais, sociais e outros precisam ser adequadamente trabalhados dentro do tratamento, pois, como muitas pesquisas em todo o mundo revelam, fatores externos acabam sendo desencadeantes para a cura da criança e do adolescente, assim, a CAPE oferece às crianças e adolescentes vítimas do câncer e outras doenças não infecciosas (e suas famílias) apoio psicológico e social, orientação nutricional, fonoaudióloga, fisioterapia, acupuntura, técnica de enfermagem, ensino reconhecido pelo MEC, cursos de artesanato, oficinas de informática, palestras, dentre outras atividades culturais e de entretenimento. Além disso a CAPE disponibiliza cinco refeições diárias, leitos com acompanhantes, lavanderia e transporte, funcionando como uma casa de amparo nos estágios de tratamento, sobretudo para as famílias do interior Minas e de todo o Brasil.

Instituto Nacional de Câncer (Inca – vinculado ao Ministério da Saúde): entre 2020 e 2022 o número de novos casos de câncer infantojuvenil pode atingir, por ano, mais de 4,3 mil meninos e 4,1 mil meninas. 

O enfrentamento do câncer infantil ainda apresenta sérios e complexos obstáculos no Brasil, e, sem dúvidas, uma das razões que explica essa tendência é a descontinuidade do tratamento.

Tipos mais comuns de câncer infanto-juvenil (INCA, 2020): Leucemias, Linfomas, Tumores do sistema nervoso . O que demanda de tratamentos como quimioterapia, radioterapia, cirurgias e imunoterapias. O que gera impacto físico, emocional e social, no paciente e na família.

Belo Horizonte é referência no tratamento oncológico, além de cardiopatia e nefrologia. O que gera uma demanda de assistência às crianças, adolescentes e seus acompanhantes, assim como um apoio familiar aos que vem, de toda parte do pais, para tratamento na capital mineira.

As cardiopatias referem-se a um grupo de anormalidades na estrutura do aparelho cardiocirculatório, secundária a uma alteração no desenvolvimento embrionário, que pode surgir nas primeiras oito semanas da gestação, quando se forma o coração do bebê, causando insuficiência circulatória e respiratória, o que pode comprometer a qualidade de vida do paciente. 

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (2020): 29 crianças/ano com diagnóstico de cardiopatia congênita. 

  • Cardiopatia congênita: anormalidades na estrutura do aparelho cardiocirculatório, que ocorre durante a gestação = causado insuficiência circulatória e respiratória
  • Afeta o desenvolvimento e a qualidade de vida.
  • Necessidade de diagnóstico e intervenção precoce.

A doença renal crônica, que caracteriza-se pela existência de uma lesão renal que se faz acompanhar de um declínio progressivo das funções dos rins. 

O diagnóstico precoce da doença renal crônica nas crianças, principalmente nas que têm histórico familiar, é fundamental para prevenir a evolução da doença para estágios muito avançados.

Sociedade Brasileira de Pediatria (2020)Fundação pró-rim (2021): doença renal crônica em crianças pode ser congênita ou adquirida

  • A maior parte é progressiva e irreversível e evolui para transplante
  • Necessidade de hemodiálise 3 a 4 vezes por semana 
  • Impacto físico, social e emocional na criança e na família
  • Importância do diagnóstico precoce e intervenção especializada.

Projetos futuros já recebem todo o empenho da nossa equipe como, por exemplo:

  • Disponibilizar acompanhamento com Fonoaudiólogo permanente
  • Criar Consultório Odontológico
  • Adequação do espaço físico da instituição
  • Implantar sistema de reaproveitamento de sobras orgânicas
  • Fortalecer o trabalho voluntário na luta pela vida
  • Manter a qualidade do atendimento
  • Fortalecer as parcerias com os hospitais de referência em oncologia pediátrica e cardiopatia
  • Garantir que nossos acolhidos tenham acesso aos exames e medicamentos
  • Ampliar Parcerias, como foco em melhores condições de vida
  • Implementar ações voltadas diretamente a efetividade do tratamento- “Diagnóstico Preciso e Atenção ao Tratamento de Alta Complexidade”

Estes ainda são planos que serão possíveis com mais pessoas participando e apoiando essa luta pela vida.

Para a CAPE, toda criança precisa estar em seu lar, na sua escola, com os seus amigos, a casa de acolhida é apenas um lugar de passagem. Então: que seja leve, que seja breve!

“Que nada vos perturbe, que nada vos aflija, que nada vos assuste! Tudo passa: a dor e a alegria. Só Deus fica. Eternamente.”

PADRE EUSTÁQUIO

servicos-social-cape

O Serviço Social oferece meios de enfrentar momentos difíceis com dignidade e esperança em dias melhores. São muitas novidades para as famílias que deixam suas casas em busca do tratamento. O Serviço Social é justamente a porta de entrada na CAPE. As crianças e adolescentes são encaminhamento para a Casa pelos Hospitais de referência em tratamento oncológico e outras doenças em Belo Horizonte.

A assistente social da CAPE, Izabela Machado Delfim, CRESS 24854 6ª Região/MG, acompanha de perto o processo de doença e seus reflexos nos aspectos familiar e socioeconômico. Ela vai conhecer as necessidades e demandas dos acolhidos e mediar esses anseios junto as pessoas, órgãos e instituições. Assim é mais viável o acesso a benefícios e programas de saúde, além do encaminhando aos recursos da comunidade (Hospitais, PAM, TFD, CRAS, CREAS, Conselho Tutelar, Defensoria Pública, Juizado Especial, INSS dentre outros) numa perspectiva de garantia de direitos e humanidade.

O serviço social assegura a melhoria da qualidade de vida das famílias atendidas. Na CAPE , ele fortalece os vínculos familiares e comunitários, resultando em maior autonomia e autoestima na superação das fragilidades vivenciadas na descoberta do câncer e durante o tratamento até a cura.

acupuntura-cape

A acupuntura é um método milenar de origem chinesa. A acupunturista, Taimã de Salles Massarolo, usa essa terapia reconhecida pela OMS, Organização Mundial de Saúde, para o tratamento das nossas crianças e adolescentes. Problemas como dores em geral, náuseas, vômitos, falta de apetite e anemia decorrentes do tratamento por quimioterapia, enxaqueca, hipertensão, dentre outros podem ser resolvidos ou amenizados por meio da acupuntura. As pessoas que acompanham nossos acolhidos também se beneficiam dessa terapia na CAPE.

A acupuntura apresenta bons resultados como tratamento complementar também em casos de insônia, ansiedade e auxilia em sintomas de depressão. Durante o tratamento é comum que esses fatores afetem os pacientes e seus familiares já que eles se encontram fragilizados pela incerteza diária em busca da cura. A atenção em relação ao bem estar é um princípio da CAPE que trabalha acolhendo vidas e preza pelo cuidado integral com o ser humano.

psicologia-cape

O setor de Psicologia CAPE, sob a responsabilidade da psicóloga Karina Maciel Nihari, CRP 04/49034, é de extrema importância para o acolhimento das crianças e suas famílias. Seu principal objetivo é promover o bem-estar psíquico de todos os envolvidos da instituição.

Os acolhidos, crianças e acompanhantes, tem acesso à atendimentos individuais e ações em grupo, que visam atenuar as angústias e dificuldades vivenciadas no tratamento das doenças não infecciosas. Caso seja necessário, os demais familiares podem ser acolhidos pelo serviço e posteriormente encaminhados para as redes de saúde responsáveis.

Além disso, o setor ainda promove ações mensais visando à saúde mental de todos os envolvidos no acolhimento. Palestras, dinâmicas e atividades de atenção à saúde são promovidas e proporcionadas não somente aos acolhidos, mas também aos funcionários e voluntários.

nutricao-cape

A nutrição é o processo que consiste na absorção e utilização dos nutrientes dos alimentos ingeridos para a realização das funções vitais do organismo. Uma boa nutrição é fundamental para uma boa saúde.

Comer determinados tipos de alimentos antes, durante e depois do tratamento do câncer e outras patologias, ajuda a fortalecer o organismo, fazendo com que o nosso acolhido se sinta melhor e mais disposto.

Uma boa alimentação pode ajudar não só à manutenção de um corpo saudável, como também pode minimizar os efeitos colaterais durante e após o tratamento.  A assistência nutricional se inicia com a prevenção e a redução da desnutrição. Isso irá reduzir possíveis complicações e, claro, melhorar a qualidade de vida dos nossos acolhidos. Acolhemos casos de dietas especificas (oral e enteral), disfagias e etc. procuramos, na medida do possível, fornecer suplementos calóricos na melhora do aporte nutricional.

Sempre em parceria com os hospitais, Priscilla do Nascimento Krauss, especialista em Nutrição Humana e Saúde, CRN9 2697, atua principalmente no serviço de nutrição e dietética da CAPE. Sua equipe é formada por cozinheira e ajudantes de cozinha, todos capacitados a oferecer o melhor serviço de nutrição aos seus acolhidos.

São servidas ao longo do dia, cinco refeições (desjejum, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia), além do “lanchinho da van” (composto por um liquido e um sólido) e frutas ficam a disposição por todo o dia.

fisioterapia-cape

A fisioterapia e oncologia tem sim uma relação bem próxima que pode ajudar a preservar, manter, desenvolver e restaurar a integridade funcional de órgãos e sistemas dos pacientes. Também previne distúrbios causados pelo tratamento oncológico.

A fisioterapeuta, Juliana Magalhães Machado Barbosa, faz um trabalho humanizado que ajuda as crianças e adolescentes a lidar com os efeitos colaterais e sequelas próprias dos tratamentos na luta contra o câncer.

A fisioterapia é usada ainda para prevenir alguns destes efeitos. Todo esse acompanhamento é determinado em conjuntos com os médicos responsáveis pelos acolhidos.

Na pratica, por exemplo, a radioterapia indicada no tratamento da doença pode acarretar fibrose, levando à restrição de movimento, edemas e disfunções respiratórias. O fisioterapeuta é essencial para melhorar a qualidade de vida do paciente amenizando esses efeitos colaterais.

educacao-cape

A CAPE é pioneira em oferecer acompanhamento escolar para crianças e adolescentes acolhidos em casas de apoio em Belo Horizonte. Isso foi possível por meio de uma parceria com a prefeitura da capital.

O projeto de educação, que tem a sua frente a professora Claudia Magalhães, permite que meninos e meninas de 6 a 12 anos de idade, que estão longe de casa por conta do tratamento, tenham continuidade nos estudos garantindo frequência e aprovação escolar.

As atividades são realizadas de acordo com a etapa ou ciclo no qual a criança está inserida. Além de manter o aprendizado, o projeto é importante para que os acolhidos se sintam ativos e inseridos em uma rotina que é normal na vida de qualquer criança. As aulas podem ser individuais ou coletivas de acordo com as possibilidades de agrupamento.

Os conteúdos são abordados de forma lúdica, com a utilização de jogos e material concreto.

A educação é uma ponte para vários sonhos. Por isso a CAPE faz questão de garantir que esses pequenos continuem idealizando futuros como muitos sonhos.

fonoaudiologa-cape

O fonoaudiólogo é o profissional responsável pela avaliação e reabilitação das funções da fala, linguagem, audição, leitura escrita, respiração, mastigação e deglutição. Ele integra a linha de cuidado integral do paciente com câncer e doenças não infecciosas junto à equipe multiprofissional. 

Na CAPE, a Fonoaudióloga Mariana Souza Amaral, CRFa 6-9760 atua principalmente com os distúrbios de comunicação, deglutição e mastigação provenientes das doenças de base, dos tratamentos realizados e do tempo prolongado de internação/hospitalização pelo quais os acolhidos são submetidos. 

Uma boa comunicação é um fator de extrema importância para que possamos transmitir nossos desejos, sentimentos, opiniões e ideias. Além disso ela permite nossa inserção no meio social, escolar e familiar. 

O tratamento das funções alimentares também é de suma importância, pois promove uma alimentação segura e eficiente, evitando assim processos como a desnutrição e a desidratação. 

servicos-social-cape

O Serviço Social oferece meios de enfrentar momentos difíceis com dignidade e esperança em dias melhores. São muitas novidades para as famílias que deixam suas casas em busca do tratamento. O Serviço Social é justamente a porta de entrada na CAPE. As crianças e adolescentes são encaminhamento para a Casa pelos Hospitais de referência em tratamento oncológico e outras doenças em Belo Horizonte.

A assistente social da CAPE, Izabela Machado Delfim, CRESS 24854 6ª Região/MG, acompanha de perto o processo de doença e seus reflexos nos aspectos familiar e socioeconômico. Ela vai conhecer as necessidades e demandas dos acolhidos e mediar esses anseios junto as pessoas, órgãos e instituições. Assim é mais viável o acesso a benefícios e programas de saúde, além do encaminhando aos recursos da comunidade (Hospitais, PAM, TFD, CRAS, CREAS, Conselho Tutelar, Defensoria Pública, Juizado Especial, INSS dentre outros) numa perspectiva de garantia de direitos e humanidade.

O serviço social assegura a melhoria da qualidade de vida das famílias atendidas. Na CAPE , ele fortalece os vínculos familiares e comunitários, resultando em maior autonomia e autoestima na superação das fragilidades vivenciadas na descoberta do câncer e durante o tratamento até a cura.

acupuntura-cape

A acupuntura é um método milenar de origem chinesa. A acupunturista, Taimã de Salles Massarolo, usa essa terapia reconhecida pela OMS, Organização Mundial de Saúde, para o tratamento das nossas crianças e adolescentes. Problemas como dores em geral, náuseas, vômitos, falta de apetite e anemia decorrentes do tratamento por quimioterapia, enxaqueca, hipertensão, dentre outros podem ser resolvidos ou amenizados por meio da acupuntura. As pessoas que acompanham nossos acolhidos também se beneficiam dessa terapia na CAPE.

A acupuntura apresenta bons resultados como tratamento complementar também em casos de insônia, ansiedade e auxilia em sintomas de depressão. Durante o tratamento é comum que esses fatores afetem os pacientes e seus familiares já que eles se encontram fragilizados pela incerteza diária em busca da cura. A atenção em relação ao bem estar é um princípio da CAPE que trabalha acolhendo vidas e preza pelo cuidado integral com o ser humano.

psicologia-cape

O setor de Psicologia CAPE, sob a responsabilidade da psicóloga Karina Maciel Nihari, CRP 04/49034, é de extrema importância para o acolhimento das crianças e suas famílias. Seu principal objetivo é promover o bem-estar psíquico de todos os envolvidos da instituição.

Os acolhidos, crianças e acompanhantes, tem acesso à atendimentos individuais e ações em grupo, que visam atenuar as angústias e dificuldades vivenciadas no tratamento das doenças não infecciosas. Caso seja necessário, os demais familiares podem ser acolhidos pelo serviço e posteriormente encaminhados para as redes de saúde responsáveis.

Além disso, o setor ainda promove ações mensais visando à saúde mental de todos os envolvidos no acolhimento. Palestras, dinâmicas e atividades de atenção à saúde são promovidas e proporcionadas não somente aos acolhidos, mas também aos funcionários e voluntários.

nutricao-cape

A nutrição é o processo que consiste na absorção e utilização dos nutrientes dos alimentos ingeridos para a realização das funções vitais do organismo. Uma boa nutrição é fundamental para uma boa saúde.

Comer determinados tipos de alimentos antes, durante e depois do tratamento do câncer e outras patologias, ajuda a fortalecer o organismo, fazendo com que o nosso acolhido se sinta melhor e mais disposto.

Uma boa alimentação pode ajudar não só à manutenção de um corpo saudável, como também pode minimizar os efeitos colaterais durante e após o tratamento.  A assistência nutricional se inicia com a prevenção e a redução da desnutrição. Isso irá reduzir possíveis complicações e, claro, melhorar a qualidade de vida dos nossos acolhidos. Acolhemos casos de dietas especificas (oral e enteral), disfagias e etc. procuramos, na medida do possível, fornecer suplementos calóricos na melhora do aporte nutricional.

Sempre em parceria com os hospitais, Priscilla do Nascimento Krauss, especialista em Nutrição Humana e Saúde, CRN9 2697, atua principalmente no serviço de nutrição e dietética da CAPE. Sua equipe é formada por cozinheira e ajudantes de cozinha, todos capacitados a oferecer o melhor serviço de nutrição aos seus acolhidos.

São servidas ao longo do dia, cinco refeições (desjejum, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia), além do “lanchinho da van” (composto por um liquido e um sólido) e frutas ficam a disposição por todo o dia.

fisioterapia-cape

A fisioterapia e oncologia tem sim uma relação bem próxima que pode ajudar a preservar, manter, desenvolver e restaurar a integridade funcional de órgãos e sistemas dos pacientes. Também previne distúrbios causados pelo tratamento oncológico.

A fisioterapeuta, Juliana Magalhães Machado Barbosa, faz um trabalho humanizado que ajuda as crianças e adolescentes a lidar com os efeitos colaterais e sequelas próprias dos tratamentos na luta contra o câncer.

A fisioterapia é usada ainda para prevenir alguns destes efeitos. Todo esse acompanhamento é determinado em conjuntos com os médicos responsáveis pelos acolhidos.

Na pratica, por exemplo, a radioterapia indicada no tratamento da doença pode acarretar fibrose, levando à restrição de movimento, edemas e disfunções respiratórias. O fisioterapeuta é essencial para melhorar a qualidade de vida do paciente amenizando esses efeitos colaterais.

educacao-cape

A CAPE é pioneira em oferecer acompanhamento escolar para crianças e adolescentes acolhidos em casas de apoio em Belo Horizonte. Isso foi possível por meio de uma parceria com a prefeitura da capital.

O projeto de educação, que tem a sua frente a professora Claudia Magalhães, permite que meninos e meninas de 6 a 12 anos de idade, que estão longe de casa por conta do tratamento, tenham continuidade nos estudos garantindo frequência e aprovação escolar.

As atividades são realizadas de acordo com a etapa ou ciclo no qual a criança está inserida. Além de manter o aprendizado, o projeto é importante para que os acolhidos se sintam ativos e inseridos em uma rotina que é normal na vida de qualquer criança. As aulas podem ser individuais ou coletivas de acordo com as possibilidades de agrupamento.

Os conteúdos são abordados de forma lúdica, com a utilização de jogos e material concreto.

A educação é uma ponte para vários sonhos. Por isso a CAPE faz questão de garantir que esses pequenos continuem idealizando futuros como muitos sonhos.

Serviços

Descrição das Atividades

Período de Execução

Janeiro a Dezembro 

Serviço Social

Admissão / Anamnese Social (entrevista) / Orientação Sociofamiliar Os atendimentos acontecem diariamente.
Encaminhamento para benefícios sociais Os encaminhamentos são emitidos conforme a identificação da demanda para os CRAS/CREAS das cidades de origem e ainda INSS para requerimento do BPC.
Busca ativa de convênios / Rede Socioassistencial As visitas institucionais acontecem para articular a rede de serviços entre os Hospitais: Baleia, Clínicas e Santa Casa BH; Hemominas, DREMINAS, Conselho Tutelar e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.
Assistência Hospitalar Acompanhamento aos acolhidos e familiares na Rede de Atenção a Saúde.

Psicologia

Atendimento e orientação individual Os atendimentos são realizados de forma a atender os acolhildos e familiares, acompanhando todo o processo do tratamento.
Assistência Hospitalar Acompanhamento aos acolhidos e familiares na Rede de Atenção a Saúde.

Nutrição

Acompanhamento Individual Os atendimentos acontecem uma vez na semana (quartas-feiras).
Acompanhamento Nutricional Os atendimentos acontecem semanalmente às quartas-feiras. É realizado a triagem de risco nutricional para identificar o risco nutricional do paciente e avaliação do estado nutricional nas primeiras 48 horas, identificando os níveis de assistência em nutrição para estabelecer condutas dietoterápicas adequadas;

Utilizamos a avaliação do estado nutricional para identificar a ocorrência, a natureza (etiologia) e a extensão (magnitude) das alterações nutricionais para elaborar os diagnósticos de nutrição para planejar as condutas e intervenções.

Fisioterapia e

Massoterapia

Acompanhamento Individual

Os atendimentos acontecem duas vezes na semana (quartas e sextas-feiras), no horário de 14h as 17h.

O atendimento infanto-juvenil é realizado através de orientação e prescrição médica, sendo reabilitação física, facial e cardiorrespiratória.

Os pais são atendidos com massoterapia e orientação postural.

Acupuntura

Acompanhamento Individual Os atendimentos acontecem de segunda a sexta, no horário de 9h as 12h. No atendimento infanto-juvenil é utilizada a técnica de auriculoterapia com aplicações de sementes e cristais. No atendimento aos pais é utilizada a técnica de auriculoterapia e acupuntura.

Escola CAPE

Acompanhamento Pedagógico As atividades são realizadas de acordo com etapa ou ciclo no qual a criança esta inserida. De terça a sexta-feiras de 13h às 17h.
Contato com escolas das cidades de referência O contato com as escolas de origem das crianças/adolescentes é realizado logo que se dá a admissão dos mesmos na CAPE.

Projeto Valorização Social

Oficinas de Artes As oficinas são direcionadas aos pais, promovendo a valorização pessoal – social e estímulo à geração de renda.Toda segunda-feira, de 14h às 17h.

Projeto Dia Feliz

Confraternização Mensal Realizado toda última quinta-feira do mês, dia em que as crianças/adolescentes são liberadas para comer doces, pipocas, bolo.
Passeio Cultural Os passeios são realizados em museus e parques de Belo Horizonte, considerando a boa imunidade das crianças/adolescentes.

Grupo de Convivência

Momento de reflexão e fortalecimento para os pais no processo de tratamento dos filhos Desenvolvido pelo Serviço Social e Psicologia, semanalmente às segunda-feiras, de 16:30 as 18h.

Baixe a nossa tabela de atividades oferecidas:

Atendimentos Descrição das Atividades Período de Execução

Janeiro a Dezembro

Serviço Social Admissão / Anamnese Social (entrevista) / Orientação Sociofamiliar Os atendimentos acontecem diariamente.
Encaminhamento para benefícios sociais Os encaminhamentos são emitidos conforme a identificação da demanda para os CRAS/CREAS das cidades de origem e ainda INSS para requerimento do BPC.
Busca ativa de convênios / Rede Socioassistencial As visitas institucionais acontecem para articular a rede de serviços entre os Hospitais: Baleia, Clínicas e Santa Casa BH; Hemominas, DREMINAS, Conselho Tutelar e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.
   
Psicologia Atendimento e orientação individual Os atendimentos são realizados juntamente aos acolhidos e familiares, acompanhando todo o processo do tratamento.
Voluntariado Recrutamento, seleção e treinamento de voluntários para atividades junto aos acolhidos da instituição.
Nutrição Atendimento Individual Os atendimentos acontecem de acordo com a demanda de cada acolhido. A nutricionista fica a disposição, ao longo do dia, de segunda a sexta, orientando e auxiliando no que for necessário.
Acompanhamento Nutricional Pelo menos uma vez ao mês, o acolhido é atendido pela nutricionista/estagiaria. Nesse momento, complementamos a ficha com as informações repassadas pelos responsáveis, bem como atualizações de exames, peso e altura. O atendimento acontece de forma individualizada.
Fisioterapia e

Massoterapia

Acompanhamento Individual Os atendimentos acontecem duas vezes na semana (quartas e sextas-feiras), no horário de 14h as 17h.

O atendimento infanto-juvenil é realizado através de orientação e prescrição médica, sendo reabilitação física, facial e cardiorrespiratória.

Os pais são atendidos com massoterapia e orientação postural.

Acupuntura Acompanhamento Individual Os atendimentos acontecem de segunda a sexta, no horário de 9h as 12h. No atendimento infanto-juvenil é utilizada a técnica de auriculoterapia com aplicações de sementes e cristais. No atendimento aos pais é utilizada a técnica de auriculoterapia e acupuntura.
     
Escola CAPE Acompanhamento Pedagógico As atividades são realizadas de acordo com etapa ou ciclo no qual a criança esta inserida. De terça a sexta-feiras de 13h às 17h.
Contato com escolas das cidades de referência O contato com as escolas de origem das crianças/adolescentes é realizado logo que se dá a admissão dos mesmos na CAPE.
Projeto Valorização Social Oficinas de Artesanato As oficinas são direcionadas aos pais, promovendo a valorização pessoal – social e estímulo à geração de renda. Todasegunda-feira, de 14h às 17h.
Projeto Dia Feliz Confraternização Mensal Realizado toda terceira quinta-feira do mês, dia em que as crianças/adolescentes são liberadas para comer doces, pipocas, bolo.
Passeio Cultural Os passeios são realizados em museus e parques de Belo Horizonte, considerando a boa imunidade das crianças/adolescentes.
Bate – papo social Momento de reflexão e fortalecimento para os pais no processo de tratamento dos filhos Desenvolvido pelo Serviço Social e Psicologia, semanalmente às quinta-feiras, de 16:30 as 18h.
Fonoaudiologia Atendimento individual Todos os acolhidos passam por uma Triagem Fonoaudiológica inicial, a fim de verificar a necessidade do acompanhamento. 

Aqueles acolhidos que apresentam alterações fonoaudiológicas iniciam o tratamento, podendo ser com frequência semanal, quinzenal ou mensal, variando de acordo com suas demandas. 

Os atendimentos são realizados junto aos acolhidos e familiares e acontecem duas vezes na semana: as quartas –feiras de 13h as 17h e as quintas-feiras de 8:30h as 12:30h.

Baixe a nossa tabela de atividades oferecidas:


Encontros Virtuais

Projeto criado em 2020 pela equipe Multidisciplinar com o objetivo de minimizar as consequências causadas pela pandemia e o distanciamento social.

Realizados semanalmente, os encontros intercalam temas direcionados as crianças e aos adultos (responsáveis), de acordo com as demandas e prioridades. Com acesso permitido e disponibilizado pela equipe, todas as famílias assistidas são convidadas e incentivadas a participarem, o que gera oportunidade de aproximação, orientação e atendimento de forma online, google meet e zoom.

Transporte

O transporte é realizado por van Sprinter de 21 lugares, com profissional treinado e capacitado para a condução da mesma.

A CAPE garante assim condições seguras e com conforto para os assistidos. Com transporte adequado para rede socioassistencial, hospitais de referência, laboratórios e clinicas para realização de consultas e procedimentos. Também é utilizado para o lazer e cultura, o que proporciona atividades lúdicas que contribuem para amenizar a rotina de tratamento.

A van realiza oito deslocamentos diários  com as crianças, adolescentes e seus acompanhantes.

fotovan-cape
fotovan2-cape

Saiba mais sobre a CAPE: