QUEM SOMOS, NOSSA HISTÓRIA E PRINCÍPIOS

Uma frase que resiste há décadas de repetição é a que diz que: “As crianças são o futuro do pais”.

Quem somos CAPE

O que vale é a vida. A CAPE trabalha para que crianças e adolescentes tenham amparo e estrutura durante o tratamento oncológico e de doenças não infecciosas.

A Casa acredita que servir ao próximo é se enxergar no outro.

Por isso, acolhe cerca de 165 crianças e adolescentes com seu acompanhantes oferecendo todo apoio sociofamiliar para a continuidade do tratamento até a cura.

Hoje, segundo o INCA, Instituto Nacional do Câncer, em torno de 70% das crianças e adolescentes acometidos de câncer pode ser curado, se diagnosticados precocemente. No entanto, o mesmo Instituto estima que entre 2016 e 2017 ocorra mais de 12 mil novos casos de câncer nessa faixa etária no Brasil.

Cada pessoa que chega na CAPE tem uma família com histórias diferentes. Encaminhadas para a Casa por meio dos hospitais de Belo Horizonte, elas vêm de cidades do interior do estado de Minas Gerais e precisam de suporte no momento em que estão longe de casa e fragilizados pela doença. A Casa se interessa por essas trajetórias e oferece acolhimento humanizado e individualizado.

A CAPE é feita de gente; funcionários, voluntários e doadores que tornam sonhos possíveis todos os dias. Você pode fazer parte dessa história.

Missão

O que vale é a vida. Acolher, apoiar, amparar e proteger crianças e adolescentes portadoras de doenças oncológicas e hematológicas.

Visão

Ser referencia por sua excelência e efetividade no amparo ao tratamento oncológico e hematológico de crianças e adolescentes.

Valores

Amor, Cordialidade, Espirito de Equipe, Integridade, Equidade, Comprometimento, Proatividade, Profissionalismo, Solidariedade.

“Que nada vos perturbe, que nada vos aflija, que nada vos assuste! Tudo passa: a dor e a alegria. Só Deus fica. Eternamente.”

PADRE EUSTÁQUIO

Conheça mais sobre a história da CAPE

Em dezembro de 2013 era erguida a estrutura que hoje abriga a CAPE. Seu idealizador José Marcílio Nunes, agiu e transformou um sonho em realidade.

Uma realidade que tem nomes e sobrenome. São crianças e adolescentes que deram vida as paredes de concreto. Um sonho que hoje supre a necessidade de dezenas de pessoas.

Quem somos CAPE

O trabalho começou pra valer com a chegada da pequena Ana Beatriz, então com 5 anos. Ela foi a confirmação de que o desejo de servir ao próximo é possível. Durante todos esses dois anos Bia recebeu da CAPE todo apoio necessário para que hoje ela esteja bem próxima da tão sonhada cura.

Com um trabalho intenso de funcionários, voluntários e doadores os objetivos estão sendo alcançados passo a passo.

Todos que fazem parte dessa grande família sabem das dificuldades encontradas durante o tratamento do câncer. Obstáculos como a lentidão e limitações do sistema público de saúde na hora do diagnostico. Ou quando é preciso um medicamento mais caro ou um exame de alto custo. O que a CAPE quer é orientar e apoiar as famílias além de facilitar o acesso aos exames e medicamentos de alto custo.

Parcerias de grande importância para a CAPE

A CAPE fez parcerias importantes com frutos que beneficiaram crianças e adolescentes. Foi o caso do Instituto Ronald Mac Donald. Em 2015 a Casa foi escolhida para a realização do McDia Feliz que beneficiou a campanha “Aliviando a Dor” da Santa Casa de Belo Horizonte. E foi um sucesso!

Por três anos consecutivos a CAPE é a realizadora da Campanha McDia Feliz em Belo Horizonte, Sete Lagos, Betim, Contagem, Ipatinga, Governador Valadares e Pouso Alegre. Sempre com projetos voltados para as crianças em tratamento oncológico na Santa Casa BH

Quem somos CAPE
Quem somos CAPE
Quem somos CAPE

Valorização da educação

A CAPE é pioneira em ações que valorizam a educação. Todas as crianças e adolescentes acolhidos tem acesso ao ensino regular reconhecido pelo MEC, Ministério da Educação durante o período de tratamento.

Ações transparentes

Ações transparentes reforçam a credibilidade e fazem da CAPE um projeto reconhecido pelas autoridades e pela sociedade.

Essa história esta só no começo. Os altos índices de câncer infantojuvenil -Segundo o INCA, Instituto Nacional do Câncer, entre 2016 e 2017 o Brasil terá de 12 mil novos casos- mostram a necessidade de parceiros que possam apoiar e contribuir com esse sonho que já transforma vidas. Faça parte dessa história.

Saiba mais sobre a CAPE: